O sítio do INA utiliza cookies para melhorar o seu desempenho e a sua utilização. Os cookies utilizados para as ações essenciais do sítio encontram-se definidas. Consulte a política de privacidade.

Eu aceito cookies.

  • Última actualização: 11 agosto 2017

PT | ENG

FAQ CADAP Internacional

Quem é que pode candidatar-se ao CADAP Internacional?

Os titulares de cargos de direção superior e intermédia com vínculo jurídico à Administração Pública (Central, Regional e Local) dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), Timor – Leste, Brasil, países de língua espanhola da América Latina e Espanha. Desde a 7ª edição que é possível a apresentação de candidaturas por parte dos titulares de cargos de direção superior e intermédia da Administração Pública de Portugal.

Também podem candidatar-se ao curso quadros de direção superior e intermédia de empresas privadas/públicas pertencentes ao universo de países abrangidos pelo CADAPI ou de organismos internacionais sediados nos referidos países.

Como posso efetuar a minha candidatura?

Preencher a ficha de candidatura disponível em http://cadapi.ina.pt.  Caso não seja possível submeter através do formulário a documentação solicitada, a candidatura poderá ser enviada excecionalmente para o endereço  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou por correio aereo registado para a seguinte morada:

        Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas
        CADAP Internacional
        Rua Filipe Folque, n.º 44
        1069-123 Lisboa, Portugal

Quando é que a minha candidatura é considerada válida?

Quando o INA receber a ficha de candidatura bem como todos os documentos exigidos na mesma.

Participantes, Propina do Curso e Bolsas

De acordo com o Regulamento de Acesso ao Curso, o número máximo de participantes no CADAP Internacional é de 40 (Bolseiros = 25 / Não Bolseiros = 15).

A propina de frequência do Curso é de €2.000,00, sendo atribuídas até 25 Bolsas, da seguinte forma:

a) PALOP = 5 
b) Timor-Leste = 1 
c) Total dos países da América Latina = 19

O valor total da Bolsa é de € 2.610,00 (€870,00/mês) e estas apenas serão atribuídas ao candidato primeiro classificado de cada país. Em caso de desistência, a Bolsa será atribuída ao candidato melhor classificado, por ordem decrescente de classificação, de cada país.
Na ausência de candidatos de determinado país, a Bolsa destinada a esse país será atribuída a candidatos de outros países do mesmo Grupo, até a um máximo de dois bolseiros por país, por ordem decrescente de classificação dentro do Grupo.
Importante: Os candidatos de Portugal e Espanha não podem usufruir de Bolsas.

Quem é considerado candidato "Não Bolseiro"?

*Candidatos com vínculo jurídico à Administração Pública não classificados em 1º lugar;
*Candidatos de Portugal e Espanha;
*Candidatos pertencentes a empresas públicas / privadas e organismos internacionais sedeados nos países referidos, no âmbito das vagas existentes para "Não Bolseiros", desde que estas vagas não sejam preenchidas por candidatos "Não Bolseiros" com vínculo jurídico à Administração Pública.

Nota: Todos os candidatos selecionados e admitidos ao Curso como "Não Bolseiros" terão que pagar obrigatoriamente a propina do Curso e não terão direito a Bolsa.

Como funciona o seguro de proteção de acidentes pessoais?

O INA disponibiliza a todos os participantes do Curso um Seguro de Grupo de Proteção de Acidentes Pessoais que cobre “Morte ou Invalidez Permanente, Despesas de Tratamento e de Repatriamento, Assistência Médica em Portugal”. Este Seguro só é válido em caso de se verificar um “Acidente sofrido pela Pessoa Segura” durante o período em que se realiza o Curso. Este Seguro não é um “Seguro de Saúde”. Assim, é imprescindível que todos os candidatos que vão frequentar o curso possuam um "Seguro de Saúde" de âmbito internacional antes de viajarem para Portugal.

O que são consideradas despesas obrigatórias?

Todos os candidatos admitidos ao Curso (Bolseiros e Não Bolseiros) terão que pagar os custos das suas passagens aéreas, as despesas com a obtenção dos Vistos junto das missões diplomáticas portuguesas ou seus representantes oficiais, bem como pagar todas as despesas inerentes à sua estadia em Portugal (ex. alojamento, refeições, etc.).

Posso desistir do Curso?

Antes do início do Curso, qualquer candidato pode desistir do Curso, informando o INA por escrito sobre a sua decisão (basta enviar uma mensagem via e-mail para o Secretariado do CADAP Internacional).

Contudo, os candidatos selecionados e admitidos ao Curso que tomarem a decisão de desistir em qualquer momento após o início das atividades curriculares, independentemente dos motivos que os obriguem a tomar esta decisão, deverão escrever, obrigatoriamente e antes de se verificar o regresso aos seus países, uma carta à Direção do INA expondo os motivos da desistência do Curso (documento a ser entregue no Secretariado do CADAP Internacional e posteriormente arquivado no processo individual do participante).

Por outro lado, caso os candidatos desistentes tenham intenções de se candidatar à edição seguinte do Curso, deverão apresentar uma nova candidatura, a qual será analisada em conjunto com as demais candidaturas pelo júri de seleção e de acordo com o Regulamento do Curso.

Ficará sem efeito o processo anterior do candidato desistente, bem como não será autorizada a cativação de qualquer vaga para o mesmo.

EndFAQ