O sítio do INA utiliza cookies para melhorar o seu desempenho e a sua utilização. Os cookies utilizados para as ações essenciais do sítio encontram-se definidas. Consulte a política de privacidade.

Eu aceito cookies.

  • Última actualização: 19 julho 2019

PT | ENG

Notas Biográficas


 

Alice Vilaça

Jornalista desde 2004. Na Antena1 desde 2006,  é actualmente a voz do programa Portugueses no Mundo.

Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social .

Nasceu em Vila do Conde em 1979. 

 


 

 

Ana Isabel Correia lagartinho Fernandes

Diretora de Serviços de Gestão de Recursos Humanos da Secretaria-Geral do Ministério da Defesa Nacional, desde julho de 2012.

Exerce há cerca de 13 anos funções dirigentes nas áreas de gestão de recursos humanos e modernização administrativa, tendo passado, por duas autarquias locais, uma direção-geral e um instituto público.

Exerce funções na Administração Pública há 22 anos.

Prestou assessoria jurídica, durante 3 anos, ao Secretário de Estado da Administração Pública e da Modernização Administrativa do XIII Governo Constitucional.

Exerceu durante, cerca de, 6 anos funções de inspeção e auditoria a diversos organismos da AP, nas áreas de gestão de recursos humanos, estruturas organizacionais, estruturas de recetividade e modernização administrativa, entre outras.

É Inspetora da Inspeção-Geral de Finanças. 

 


 

Ana Cristina Neves

Diretora do Departamento da Sociedade da Informação, na Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., desde março de 2012, bem como do Secretariado Técnico do programa INCoDe.2030 – Iniciativa Nacional Competências Digitais.

Especialista em assuntos da União Europeia e Relações Internacionais no que respeita à negociação de políticas públicas e estratégia política em Economia Digital e Ciência, Governação da Internet, e relações entre os setores público/privado.

Representa Portugal em diversos grupos e comités da União Europeia e Organizações Internacionais (OCDE, ONU, ITU, GAC/ICANN).

Foi membro do Grupo Consultivo Multissetorial (Multistakeholder Advisory Group - MAG) do Fórum para a Governação da Internet (Internet Governance Forum - IGF) entre maio 2012-abril 2016.

Entre 2016 e 2017 foi perita, a convite da Comissão Europeia, nos “Advisory Groups” (AG) sobre “International Cooperation” e “Climate action, environment, resource efficiency and raw materials” do Programa-Quadro da UE, Horizon2020.

É, desde 2016 até ao momento, perita convidada pela Comissão Europeia, no AG “Future & Emerging Technologies” do H2020.

É membro da rede CIONET (rede de executivos em Tecnologias de Informação e Comunicação) e do ceGSI (Clube Europeu para a Governança dos Sistemas de Informação – Portugal).

Entre setembro de 2008 e fevereiro de 2012, foi a Responsável por Relações Internacionais da UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento, I.P., organismo público português com a missão de coordenar as políticas públicas para a Sociedade da Informação em Portugal.

Entre janeiro 2002- agosto 2008, foi conselheira para a Ciência, Sociedade da Informação, Espaço e Educação na Representação Diplomática de Portugal junto da União Europeia (REPER), em Bruxelas.

De abril de 1997 a Janeiro de 2002 foi Assessora para as Relações Internacionais do Ministro da Ciência e da Tecnologia.
Durante a Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia em 2007, presidiu ao Grupo de Trabalho de Investigação (WP), ao Grupo Conjunto de Investigação e Questões Atómicas,  Grupo de Trabalho sobre o Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia, e o Comité de Educação (Ensino Superior) e Telecomunicações/Sociedade da Informação (parte INFSO).

Iniciou a sua atividade profissional em 1991, na Direção de Serviços das Questões Científicas, Tecnológicas e Industriais da atual Direção-Geral dos Assuntos Europeus, do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Mestre em Economia Internacional pelo Instituto Superior de Economia e Gestão, ISEG. Foi aluna de doutoramento no Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica de Lisboa (ABD) até 2016.

 


 

Ana Sousa Dias

Jornalista desde 1975, nasceu em Lisboa em 1956. Trabalhou na imprensa, em televisão, rádio e agência. Prémio Gazeta de Jornalismo em 2003. 


 

António Granado

Professor auxiliar na Universidade Nova de Lisboa, onde coordena os mestrados em Jornalismo e em Comunicação de Ciência.

Foi jornalista durante mais de 26 anos, tendo feito grande parte da sua carreira no jornal Público, de onde saiu em 2010.

Entre 2010 e 2014, foi editor multimédia na Rádio e Televisão de Portugal.

 


 

 

Arlindo Oliveira

Licenciou-se pelo Instituto Superior Técnico e doutorou-se pela Universidade da Califórnia em Berkeley, em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores.

É presidente do Instituto Superior Técnico e professor do Departamento de Engenharia Informática, onde lecciona, entre outras, cadeiras nas áreas de Algoritmos, Biologia Computacional e Neuroengenharia.

Tem desenvolvido trabalho de investigação em sistemas digitais, síntese lógica, algoritmia, aprendizagem automática e bioinformática.

É autor de três livros, entre os quais of The Digital Mind, editado pela MIT Press e recentemente lançado em Portugal sob o título «Mentes Digitais».


 

Bruno Monteiro

É sociólogo, tendo realizado licenciatura, mestrado e doutoramento nesta disciplina.

Foi bolseiro de doutoramento e bolseiro de pós-doutoramento com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Tem colaboração científica com o Instituto de Sociologia (Universidade do Porto). Tem diversas monografias e artigos publicados em português, francês e inglês. Procurando contribuir para a ideia de «ciência cidadã», tem participado na divulgação pública do conhecimento científico sobre Portugal ou, noutra vertente, colaborado na promoção das obras de autores tão distintos como Karl Kraus, Elfriede Jelinek, Jacques Bouveresse ou Mikhail Bakhtin.

Atualmente, tem como missão a coordenação do LabX  - Laboratório de Experimentação da Administração Pública (Agência para a Modernização Administrativa).


 

Carlos Miguel Ferreira Soares de Brito

Nasceu a 15 de dezembro de 1968.

Pós-graduação em Gestão Avançada e Avaliação de Projetos — Universidade Católica dezembro de 2009, com a classificação de “Aprovado com distinção”. Licenciatura em Matemática — Área Científica, pela Faculdade de Ciências de Universidade de Lisboa em 1992.

Tendo ingressado na Direção-Geral dos Serviços de Informática do Ministério da Justiça (DGSI), em 1996, como técnico superior de informática do quadro de pessoal, ocupou desde 2007 a função de chefe de projeto na área do Registo Comercial e Pessoas Coletivas no Instituto das Tecnologias de Informação na Justiça (ITIJ); Responsável pela coordenação do projeto de informatização das conservatórias do registo comercial tendo posteriormente liderado vários projetos de modernização e simplificação das práticas de Registo Comercial (SIMPLEX); Entre outubro de 2008 e novembro de 2012 — Diretor do Departamento de Desenvolvimento de Sistemas de Informação do ITIJ; Entre novembro de 2012 e janeiro de 2015 – Instituto de Gestão Financeira e Equipa mentos da Justiça, I.P., (IGFEJ, I.P) — Vogal do Conselho Diretivo; Desde junho de 2016 – Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. — Diretor de Serviços de Sistemas de Informação

Curriculum resumido (aspetos principais): Migração e racionalização dos sistemas de informação do IEFP, de HP-Ux, para soluções abertas e consolidação de sistemas e plataformas; Desenvolvimento do novo portal de serviços online, no âmbito do emprego e formação profissional – iefponline; Participação ativa no processo de fusão entre o IGFIJ e o ITIJ, sendo o responsável da fusão do lado do ex-ITIJ; Definição e elaboração de um plano estratégico para as áreas dos sistemas de informação – IEFP e IGFEJ; Construção de uma matriz de avaliação, gestão e monitorização das aplicações atualmente em produção, desde a área dos Registos e do Notariado, até à complexa área dos Tribunais judiciais e penais, de forma a garantir, por um lado, que os sistemas se encontram a funcionar de acordo com o previsto e nos moldes pretendidos e, por outro, promover o levantamento contínuo, junto das entidades e utilizadores que servimos, das necessidades e eventuais possibilidades de melhoria; Diretor do Departamento de Desenvolvimento de Sistemas de Informação do ITIJ; Chefe de projeto: Empresa na Hora, Registos On-Line, Certidão Permanente, Informação Empresarial Simplificada, Sistema de Gestão Documental Corporativo, Publicações On-Line — PRÉMIO das boas práticas na Administração Pública em 2007; Migração do IBM Mainframe para uma solução aberta, para reduzir os custos de licenciamento em 1,6 milhões de euros, por ano; Implementação de reconhecimento mútuo de certificados digitais entre Portugal, Espanha e a Estónia; Professor convidado da Universidade Moderna: responsável pela cadeira anual de Matemática I, inserida no plano curricular dos cursos de Informática de Gestão e de Engenharia da Produção.

 

 


 

António Carlos Caeiro Carapeto

Nasceu a 31 de março de 1966, em Reguengos de Monsaraz, é licenciado em Direito, na Universidade Moderna (1995) e tem um Mestrado em Administração e Políticas Públicas, no Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) (2002).

Experiência profissional:

- 1 de dezembro de 2015 e 30 de junho de 2018: Gestor de projetos, assessor do Conselho Diretivo e gestor de área regional na Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, I. P.;

- 8 de maio de 2007 e 13 de novembro de 2015: Diretor no IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação. I. P.;

- 10 de maio de 2012 a 13 de novembro de 2015: Presidente da Mesa da Assembleia Geral da PROMONET - Associação Promotora de Novas Empresas e Tecnologias;

- 9 de junho de 2008 a 8 de julho de 2010: Vogal da Direção Portus Park - Associação do Parque de Ciência e Tecnologia do Porto;

- 20 de novembro de 2006 a 7 de maio de 2007: Membro da Missão para os Cuidados de Saúde Primários;

- 16 de novembro de 2005 a 30 de junho de 2006: Coordenador do Grupo de Trabalho do PRACE no Ministério da Economia e da Inovação do PRACE - Programa de Reestruturação da Administração Central do Estado;

- 1 de dezembro de 2001 a 30 de novembro de 2002: Vogal do Conselho Diretivo do Instituto para a Inovação na Administração do Estado;

- 4 de novembro de 1996 a 30 de novembro de 2001; 1 de dezembro de 2002 a 15 de novembro de 2005; 1 de julho a 19 de novembro de 2006; 14 a 30 de novembro de 2015: Inspetor na Inspeção -Geral das Atividades em Saúde;

- Formador nas áreas da liderança, ética e inovação.

 

 

Carlos Mendes Gonçalves

Falar em Carlos Gonçalves é falar na Mendes Gonçalves. Isto porque a partir dos 16 anos a vida de Carlos passou a ser a empresa. Carlos Gonçalves deixou os estudos e decidiu fazer seu, o sonho do seu pai. Foi a custo, com muito trabalho, mas em que cada pequena conquista pagava tudo. Mais tarde, fez dele um dos objectivos do seu pai: o de valorizar o vinagre.

Hoje tem 50 anos, é pai de 3 filhas e sente-se responsável por acrescentar valor à comunidade onde está envolvido - a vila Golegã. Agora, a sua responsabilidade aumentou pois ganhou uma nova família em Viana, Angola.

Na Golegã emprega mais de 250 pessoas, o que causa um impacto  em quase todos os lares da vila. Por isso tem como política o  apoio a todas as causas da sua terra pois de alguma maneira terão impacto nalgum membro da família dos seus colaboradores.

Em Angola emprega para já 25 pessoas, mas espera vir a dar oportunidades a pessoas cada vez mais qualificadas e replicar o modelo de inovação da MG aqui.

O principal hobbie de Carlos Gonçalves é trabalhar e sonhar novos projectos, sendo que é durante as suas viagens que se torna mais “produtivo e fértil” em busca dos mesmos. Viajar é a melhor formação que pode ter: conhecer novos mundos e novas gentes, é determinante para a pessoa que é hoje e será amanhã. O projecto de vida que mais se orgulha é ter construído uma marca forte que já está presente em mais de 30 países.

O que lhe dá satisfação? O sorriso das suas pessoas (colaboradores) com os sucessos da empresa (que são resultado dos seus sucessos individuais). A frase que o resume? "Se é impossível, é para nós".

 

 

 


 

 

Elsa Belo

Atualmente exerce funções no INA, Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas e é membro da Equipa de Coordenação do Sistema de Incentivos à Inovação na Gestão Pública (SIIGeP).

Desempenhou funções nas áreas de Gestão, da qualidade, de desempenho organizacional, de eventos e de projetos, nomeadamente projetos do Programa Simplex +, na Direção-Geral das Atividades Económicas do Ministério da Economia, no Centro de Formação do Instituto Diplomático e no Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento, ambos do Ministério de Negócios Estrangeiros.

Licenciada em Comunicação Social e Cultural pela Universidade Católica (1998), mestre em Teorias da Arte, pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, da Universidade de Lisboa (2002) e Doutorada em Administração Pública - Especialidade em Administração e Políticas Públicas, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, da Universidade de Lisboa (2017).

 


 

Emanuel Castro

Licenciado em Geografia, com especialização em Estudos Ambientais, Mestre em Geografia e Ordenamento do Território, com a Dissertação “Análise Integrada da Paisagem da Raia Central Portuguesa” e Doutorando em Geografia, com a Dissertação “A Serra da Estrela: Estratégias de Desenvolvimento Turístico e Promoção Territorial – Contributos da Geografia”.

Docente do Instituto Politécnico da Guarda, entre janeiro de 2003 e setembro de 2017.

Participou em diferentes projetos de investigação, nas áreas do Turismo, Análise da Paisagem e Desenvolvimento Territorial.

Atualmente, Coordenador Executivo da Associação Geopark Estrela, promotora da Candidatura da Estrela a Geopark Mundial da UNESCO, que integra 9 Municípios deste território, assim como duas instituições de ensino superior (Universidade da Beira Interior e Instituto Politécnico da Guarda). 

 


 

 

Francisco Javier Velázquez López

Nació en Castilblanco de los Arroyos, Sevilla.
Títulos Académicos:
Licenciado en Ciencias Políticas y Económicas. Universidad Complutense de Madrid. Cursos de Doctorado (1974).
Pertenece al Cuerpo Superior de Administradores Civiles del Estado.
Programa de Alta dirección del Instituto Nacional de Administración Pública, 1996.
Otros Aspectos Profesionales:
Ha sido en España, Director General en seis departamentos y Viceministro en dos oportunidades. Fue Secretario General para la Administración Pública.
Ha sido consultor y profesor sobre materias de la Administración Pública en Panamá, México, Argentina, Venezuela, Albania, Portugal, Costa Rica, Guatemala, Rumanía, República Dominicana, Francia, Paraguay, Colombia, El Salvador, Honduras, Túnez, Argelia, Marruecos.
Ha sido profesor de cursos y máster sobre comunicación, habilidades directivas, liderazgo, administración pública, seguridad, protección civil.
Director de Seminarios en la Universidad Internacional Menéndez Pelayo. (1986,2005,2007,2008,2009,2010).
Cargo Actual:
Secretario General del CLAD electo en la reunión del Consejo Directivo celebrado en Madrid el 13 de noviembre de 2017
Últimas Publicaciones:
Algunas experiencias de gestión pública estratégica. Primer premio de Ensayo de AEAAINAPE.Administracióndigital.es.2013.
Habilidades directivas y Gestión pública. INAP 2015.
Cooperación entre Instituciones (coordinador).Inap,2015
La prestación excelente de los servicios públicos, condición de la democracia. Argumentos socialistas, 2016.
Tarea pendiente el personal directivo de las Administraciones Públicas. Temas para el debate. Agosto -septiembre de 2016.                                                                 

 


 

 

Helena Águeda Marujo

Docente no Instituto Superior de Ciências  Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa onde é coordenadora-adjunta da Unidade de Coordenação de Gestão de Recursos  Humanos, coordenadora Executiva das pós-graduações em Psicologia Positiva Aplicada e Educação para a Paz Global Sustentável, coordenadora da Unidade de Missão do ISCSP-Wellbeing e investigadora do Centro de Administração e Políticas Publicas.

Coordena a Cátedra UNESCO em Education for Global Peace Sustainability da mesma Universidade.É Membro do Conselho Científico do ISCSP, Membro do Council of Advisors da International Positive Psychology Association, Membro da European Network on Positive Psychology e Presidente da Associação Portuguesa de Estudos e Intervenção em Psicologia Positiva.

Possui Licenciatura em Psicologia (Faculdade de Psicologia, ULisboa), Mestrado em Psicologia pela Faculdade de Psicologia, ULisboa e Doutoramento em Psicologia pela mesma Faculdade. Leciona nas áreas de Gestão de Conflitos e Negociação, Politicas e Sistemas de Recompensas, Psicologia, Psicologia da Família, Psicologia do Desenvolvimento e Ciclo de Vida, Psicologia Positiva, Métodos de Investigação, Capacitação e Desenvolvimento Pessoal e Relacional.

É Investigadora do Centro de Administração e Políticas Públicas (ISCSP-ULisboa).

Investiga em Felicidade Publica e bem-estar, qualidade de vida, bens relacionais, intervenção sistémica e comunitária através de práticas narrativas, de métodos dialógicos e de processos participativos, métodos de investigação transformativa e apreciativa, sistemas de recompensas, motivação intrínseca no contexto organizacional, compaixão, paz e virtudes corporativas.


 

Isaura Tavares

Nasceu em 1966 no Porto. Licenciou-se no Ramo Científico do curso de Biologia na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto em 1989. Doutorou-se em Biologia Humana na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto em 1998.

Realizou provas de Agregação na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto em 2007.

É atualmente Professora Associada com Agregação na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Tem desempenhado funções nos vários Órgãos de Gestão da Faculdade de Medicina do Porto, nomeadamente no Conselho Executivo, Conselho Pedagógico e Conselho Científico.

É atualmente Presidente da Sociedade Portuguesa de Neurociências (SPN). Desempenhou funções de Vice-Presidente da Associação Portuguesa para o Estudo da Dor.

Os seus principais temas de investigação científica relacionam-se com a modulação da dor a partir do cérebro. Supervisionou mais de 20 teses de Doutoramento ou Mestrado realizadas sobretudo na Faculdade de Medicina do Porto e noutras congéneres nacionais e um Mestrado no INSERM (Institute National de la Santé et de la Reserche Médicale)-Paris.

Publicou cerca de 80 artigos científicos em revistas internacionais indexadas e vários capítulos de livro.

Foi co-autora de 2 patentes internacionais. Foi Investigadora Principal de diversos projetos científicos com arbitragem internacional. 


 

Jaime Andrez

Licenciado em Organização e Gestão de Empresas, em 1978, pelo ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão, da Universidade de Lisboa.

Atualmente é Presidente da Comissão Diretiva do Programa COMPETE 2020 e Professor Catedrático Convidado do ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão), da Universidade de Lisboa.

É ainda Presidente dos Conselhos Gerais do Fundo FINOVA e do Fundo de Coinvestimento 200M, para além de Coordenador da Rede do Sistema de Incentivos do Programa PORTUGAL 2020 e Presidente da Comissão Técnica de Sistemas de Incentivos em Portugal.

Anteriormente, entre outros cargos, foi Vogal do Conselho da Autoridade da Concorrência, Presidente do Conselho Diretivo do IAPMEI (Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação), Presidente do Conselho de Administração da Inovcapital (Sociedade de Capital de Risco, SA), Presidente do Conselho de Administração do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), Membro do Conselho Superior de Ciência, Tecnologia e Inovação, Vogal do Executive Board do Conselho de Administração da OEP (Organização Europeia de Patentes), Vogal do Conselho de Administração do CTCOR (Centro Tecnológico da Cortiça), Vogal do Conselho Directivo do IFEA (Instituto de Formação Empresarial Avançada) e Coordenador do PEDIP e do PEDIP II.

De 1996 a 1997 foi Secretário de Estado do Comércio e Turismo (XIII Governo Constitucional).


 

José Manuel Mendonça

É Professor Catedrático no Departamento de Engenharia e Gestão Industrial da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e Presidente do Conselho de Administração do INESC TEC.

Licenciou‐se em Engenharia Electrotécnica na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e obteve o Ph.D. em Engenharia Electrotécnica no Imperial College of Science and Technology, Reino Unido.

É actualmente Fellow do IC2 Institute da Universidade do Texas em Austin e membro do High‐Level Group da
Plataforma Tecnológica Europeia Manufuture.

É Diretor Nacional do Programa UTAustin Portugal.

Foi Vice‐Presidente da Agência de Inovação, Administrador Executivo da Fundação Ilídio Pinho e
administrador não‐executivo de três empresas de base tecnológica: Tech M5 SGPS, Fibersensing SA e
Kinematix SA.

Foi ainda Director Científico da Rede UTEN, no Programa UTAustin Portugal, Delegado Nacional ao Comité de
Programa em diferentes Programas Europeus de Investigação ‐ Innovation and SME’s (FP5), Growth (FP5),
NMP (FP6) e ICT (FP7) ‐


 

 José Maria Albuquerque

- Vogal do Conselho Diretivo do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I.P. desde Março de 2014 onde é responsável pela coordenação geral das atividades de Investigação e Inovação dos seis departamentos técnico-científicos, pela coordenação do programa de qualidade acreditação e certificação institucional; pela áreas das bolsas e formação bem como da oferta formativa. É co-Responsável pelo Centro Colaborativo da OMS para a Nutrição e Obesidade Infantil no INSA.

- Vice-Presidente do EuroHealthnet, “European Partnership for Improving Health and Welbeing,” Bruxelas (desde julho de 2018 e membro do seu Conselho Executivo desde 2015).

- Membro do Comité executivo do ERINHA AISBL (European Infrastructure on Highly Patogenic Agents), Paris desde 2015.

- Vogal do Colégio Nacional de Engenharia de Materiais da Ordem dos Engenheiros desde 2016. Vogal do Colégio Regional de Engenharia de Materiais, eleito para os triénios 2010-2013-2016.

- Assessor da Direção de I&D (2010-14, 2006) e investigador sénior (2001-2005) no Instituto de Soldadura e Qualidade, Portugal.

- Alto Comissário-adjunto da Saúde (ACS) 2007-2010, Ministério da Saúde (MS). Coadjuvou a Alta Comissária na gestão da equipa de 35 colaboradores do ACS. Responsável pelo Gabinete de Informação e Prospetiva, cuja função foi seguir atualizar e tratar os dados pertinentes aos indicadores de desempenho do Plano Nacional de Saúde 2004-2010. Membro Permanente da Comissão de Acompanhamento do Plano Nacional de Saúde. Preparou e co-geriu os orçamentos de 2008 e 2009 do ACS. Representou internacionalmente o MS.

- Assessor do Ministro da Economia e Inovação na Unidade de Coordenação do Plano Tecnológico, Ministério da Economia e Inovação (2005). Co-autor do Plano Tecnológico de XVII Governo Constitucional. Co-representante do Ministério da Economia na unidade de Coordenação da Agenda de Lisboa (2005).

- Trabalhou nos Sistemas de Inovação, politicas públicas de I&D, desenvolvimento de interfaces, Politicas de Investigação da UE e respetivos programas Quadro.

- Como Assessor e investigador do Instituto de Soldadura e Qualidade, coordenou projetos internacionais técnico-científicos da União Europeia, 5º, 6 e 7ºs Programas Quadro, CECA e RFCS, e promoveu a transferência de tecnologias para a indústria nacional e internacional.

- Perito Avaliador da Comissão Europeia em Nanotecnologia e Nanociências (FP6-2002-NMP) e dos International Science and Technology Center, (2005-6) (Rússia) e Science and Technology Center of Ukraine (2006).

Foi docente de cadeiras de Gestão e seminários de transferência de tecnologia no Departamento de Ciências Sociais Aplicadas da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

- Foi membro do Steering Committee da European Technology Platform on Advanced Engineering Materials and Technologies (EuMat) 2010-2013 e membro (a.i) The European Technology Platform on Industrial Safety (ETPIS)

FORMAÇAO ACADEMICA

Dezembro 2011 Pós-Graduação, Programa de Alta Direção de Instituições de Saúde, AESE Business School, (Lisboa, Portugal) Escola Associada da IESE Business School, Universidade de Navarra.

Abril 1998 PhD em Materials Science and Engineering, Lehigh University (Bethlehem, PA, U.S.A.). Dissertation title: “Tensile Superplastic Behavior of YBa2Cu3O7-x and YBa2Cu3O7-x/ Ag High Tc Superconductors.” Equivalência do Grau obtida pela Universidade Técnica de Lisboa, 1998.

Dezembro 1990 Licenciatura em Engenharia Metalúrgica e de Materiais, Instituto Superior Técnico, Universidade Técnica de Lisboa (Lisboa, Portugal).


  José Pinto

Criada em 1973 por José Ferreira Pinto a Procalçado é ainda hoje uma empresa 100% familiar.

O percurso de franco crescimento da empresa confunde-se naturalmente com o caminho e a vida do seu fundador e do filho, o atual CEO José Azevedo Pinto que tem vindo a consolidar a empresa como uma referencia europeia na produção de componentes para calçado, mas também a abrir novas áreas de negócio através da introdução do calçado injetado, e da criação de duas novas marcas: WOCK® e Lemon Jelly®.

Licenciado em 1995 em Gestão de Marketing pela universidade Fernando Pessoa, MBA AEP/ESADE em gestão Empresarial na edição 2002/2003, José Azevedo Pinto inicia a sua carreira na Procalçado em 1994 como assistente comercial, no entanto sempre muito próximo do desenvolvimento do produto, fruto das características do negócio.

Após uma breve passagem na área industrial, no ano 2000 assumiu as funções de direção comercial e marketing da empresa, que só largou para assumir o lugar de CEO em 2010.

Hoje a empresa luta para se impor internacionalmente no mercado do calçado, seja no segmento profissional através da marca WOCK®, seja no segmento de moda com a marca Lemon Jelly®.

Atualmente, o grupo Procalçado produz anualmente 6 milhões de pares de solas e calçado moldado e criou duas spin-off para ajudar à distribuição das novas marcas. Apresenta um volume de negócios anual de Euro 22 milhões, cerca de 60% destinado à exportação direta para mais de 60 países.

 


 

Luís Coelho

É licenciado em Engenharia Mecânica pelo Instituto Superior Técnico (IST), obteve o grau de mestre em Engenharia Mecânica em 1993 e doutorou-se no IST em 2005, também em Engenharia Mecânica.

É Professor Adjunto no Departamento de Engenharia Mecânica da Escola Superior de Tecnologia (ESTSetubal) do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) desde setembro de 1997 e Professor Adjunto Convidado no Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) do Instituto Politécnico de Lisboa (IPL), desde Setembro de 2014.

Foi colaborador de investigação no IST de 1988 a 1997. Tem colaborado em vários de projetos nacionais e internacionais de I&D desde 1991, relacionados com a centrais termoelétricas a carvão pulverizado, com energia geotérmica para produção de eletricidade e para climatização, com energia solar térmica, com utilização energética da biomassa, tendo também desenvolvido estudos na área da eficiência energética em edifícios e nas emissões de poluentes e qualidade do ar.

Tem sido responsável por várias bolsas investigação científica no IPS. Tem várias publicações em Revistas Científicas e Atas de Conferências Internacionais. Tem experiência em projetos de conceção de instalações de climatização e tem colaborado com a Agência Nacional para a Energia (ADENE) na transposição da Diretiva Europeia sobre Desempenho de Edifícios (EPBD) para a legislação nacional e na formação de peritos qualificados do Sistema Nacional de Certificação Energética de Edifícios (SCE).

É responsável pela participação do IPS em 12 projetos europeus de I&D e é atualmente coordenador do projeto europeu no âmbito do programa H2020, TESSe2b (680555) sobre armazenamento de energia térmica, recorrendo a materiais de mudança de fase (PCM) utilizando energia solar térmica e energia geotérmica para aquecimento, arrefecimento e produção de águas quentes sanitárias, aplicado a edifícios residenciais. 

 


 

Marina Van Zeller

Licenciada desde 1997 em Administração e Gestão de Empresas pela Universidade Católica de Lisboa e Mestre em Marketing de Serviços pelo IADE- Universidade Europeia desde 2011.

Trabalhou desde janeiro de 1998 na Fundação AIP como Gestora de Eventos em projetos nacionais e internacionais.

De 2010 a 2013 lecionou na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa e de outubro de 2007 a julho de 2018, na Universidade Europeia- formação de executivos.

É desde janeiro de 2014, Vice-Presidente do Conselho Diretivo do Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P. .

Em outubro de 2014 realizou o Curso Avançado em Gestão Pública (CAGEP) no INA.

No mesmo ano frequentou ações de formação em diversas áreas da Administração Pública (análise estratégica, acessibilidade digital, Lei do Trabalho em Funções Públicas, SIADAP, avaliação de desempenho entre outras).

Também, desde 2014 tem participado em seminários e ações de sensibilização e formação relativos aos direitos das Pessoas com Deficiência, nomeadamente de Língua gestual Portuguesa, Braille, deficiência intelectual e perturbações do espectro do autismo).

De março de 2010 a Dezembro de 2013 foi Presidente da Associação Portuguesa de Celíacos, uma IPSS com fins de saúde.

É desde 2011 membro do Toastmasters International, por forma a desenvolver as suas capacidades de comunicação e de liderança.

 


 

Miguel Crespo 

É jornalista, consultor editorial e professor de comunicação digital. É diretor executivo do Mestrado de Gestão de Novos Média no ISCTE-IUL e do Ramo de Media e Jornalismo no mestrado de Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação do ISCTE-IUL. Foi coordenador da Pós-Graduação em Jornalismo Media Capital/ ISCTE-IUL durante cinco anos.

É professor nos cursos apresentados e na Pós-Graduação em Marketing Digital do IPAM/IADE.

É coordenador dos cursos de jornalismo online e multimédia, assessor da direção e formador do Cenjor - Centro de Formação Profissional para Jornalistas.

É investigador assistente no CIES-IUL, participando em vários projetos nacionais e internacionais, e no Obercom – Observatório da Comunicação, dedicando-se em especial a áreas como o jornalismo, comunicação digital, redes sociais online, economia e sistema dos media, modelos de negócios, novas tendências no jornalismo e na comunicação, ou digital storytelling.

É doutorando em Ciências da Comunicação e mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação no ISCTE-IUL. Tem numerosos cursos de formação profissional, em áreas como o jornalismo, jornalismo online, meios audiovisuais, fotografia, estética da arte ou guionismo para cinema e televisão.

Em 30 anos de jornalismo foi publisher, diretor editorial, diretor ou editor de dezenas de projetos jornalísticos e trabalhou para o Público, Diário de Notícias e Correio da Manhã. Obteve uma dezena de galardões nacionais e internacionais na área multimédia com projetos informativos, educativos e de edutainment para adultos e crianças e jovens. 

 


 

Nicolau Santos

Jornalista e Presidente do Conselho de Administração da Lusa – Agência de Notícias de Portugal desde 21 de março de 2018.

Membro da direção do Expresso desde 1998 até 2017, enquanto diretor adjunto e co-apresentador do programa da SIC Notícias “Expresso da Meia-Noite”, colaborou anteriormente com o Jornal de Notícias e variados diários económicos.

Comentador para assuntos económicos da RDP-Antena 1 desde janeiro de 1998 e

Comentador para assuntos económicos da RDP-Antena 1 desde janeiro de 1998 e Colunista dos Cadernos de Economia. Membro cooptado do Conselho de Escola da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Autor de 5 obras publicadas, sendo a última “No Interior da Pele a Geografia dos Poemas” (2018).

Nicolau Santos foi condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique pelo Presidente da República Jorge Sampaio, recebeu a Medalha de Prata da Associação Industrial Portuguesa, por ocasião dos 170 anos da AIP e o Prémio Pró-Autor da Sociedade Portuguesa de Autores pela divulgação da poesia portuguesa.

 
 

 

Pedro Silva Dias

Presidente do Conselho Diretivo da Agência para a Modernização Administrativa, I.P. (AMA), desde abril de 2015, onde tem liderado inúmeros projetos de caráter transversal no âmbito da Transformação Digital e da Simplificação da Administração Pública.

Iniciou a sua atividade profissional como Consultor na The Boston Consulting Group, onde trabalhou com várias organizações multinacionais nas áreas de Energia, Telecomunicações e Indústria.

Assumiu ao longo do seu percurso profissional vários cargos de gestão e liderança nos setores da Saúde e da Banca. Desempenhou, no Grupo Português de Saúde, as funções de Diretor da Rede de Clínicas Unimed e foi ainda Diretor do Desenvolvimento de Novos Negócios.

Da sua experiência profissional no setor da Banca, destacam-se as suas responsabilidades na área da gestão de processos e eficiência operacional do Millennium BCP, tendo desempenhado o cargo de Diretor da Unidade de Transformação Operativa. Foi ainda, entre 2010 e 2014, o responsável pelas atividades de marketing de clientes particulares do Millennium BCP, assumindo o cargo de Diretor de Marketing de Clientes Particulares.

Foi nomeado em 2014, pelo Conselho de Ministros, responsável pela Estratégia de Reorganização dos Serviços de Atendimento da Administração Pública, com a gestão do processo de expansão das redes de Lojas e Espaços do Cidadão.

É licenciado em Engenharia Informática e de Computadores e Mestre em Engenharia Informática pelo Instituto Superior Técnico. Tem o Master in Business Administration (MBA) pelo INSEAD, em Fontainebleau, França.

Conta com várias ações de formação para executivos, nomeadamente um programa de Gestão de Executivos pela Harvard Business School, EUA.

 

 

 

Ricardo Pereira

É fundador, parceiro e CEO da comOn, uma das maiores agências de marketing independente e full-service de Portugal. Com mais de 20 anos de experiência no mercado, há 18 que gere talento criativo e projectos tecnológicos.

Além da sua missão na comOn, mantém-se regularmente envolvido em iniciativas que têm como objetivo promover o marketing e o empreendedorismo.


   Pedro Tavares

Licenciado em Ciências da Comunicação e Mestre em Novos Media e Web pela Universidade Nova de Lisboa. É ainda pós-Graduado em E-Business pelo ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão, Universidade Técnica de Lisboa.

Frequentou ainda um curso avançado de Web na University of Chicago.

É atualmente especialista em Transformação Digital no Gabinete da Secretária de Estado da Justiça, tendo a seu cargo as atividades de comunicação da área governativa da Justiça e também de projetos de transformação digital, nomeadamente a gestão de iniciativas transversais de transformação da Justiça, como o portal justiça.gov.pt, o novo conceito de imagem de atendimento incluído nos projetos “Tribunal+” e “Conservatória do Futuro”, as políticas de transparência e de Governo Aberto ou ainda projetos de experimentação, como o protótipo “Espaço Óbito”. Anteriormente, foi Diretor de Marketing da PHC Software e ainda Diretor de Marketing & New Trends da Gfi Portugal.

No setor público, trabalhou no Turismo de Portugal, na Agência para a Modernização Administrativa, na UMIC – Agência para a Sociedade do Conhecimento, onde teve a cargo projetos de inovação e também a comunicação de projetos transversais de simplificação e modernização do Estado.

Criou uma startup na área de tecnologias interativas.

Leciona Marketing Digital Business to Business na Lisbon Digital School e, anteriormente, Comunicação Digital em Turismo, no mestrado em Turismo na Universidade Católica Portuguesa e Comunicação Multimédia no Instituto Politécnico de Santarém.

É Vice-Presidente da Associação CAIS.

 


 

Tiago Cavaco Alves

32 anos, é Vice-Presidente da Science4you, a maior fabricante nacional de brinquedos, responsável pelo Marketing global e por todo o negócio B2C, nomeadamente as Lojas Próprias e Atividades Científicas.

Coordenador da expansão internacional da empresa até 2018, esteve desde 2011 em Madrid, onde abriu a subsidiária espanhola da Science4you e mantém o cargo de Country Manager. Licenciado em Gestão pela Universidade Nova de Lisboa, foi Senior Consultant na Deloitte durante quatro anos antes de se mudar para a então start-up portuguesa.


 

 

Tiago Luís Dias Joanaz de Melo

Licenciatura em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa (1991) e Pós-graduação em Gestão Estratégica pela Universidade Católica (2001).

Percurso profissional:
• É Vogal do Conselho Diretivo da Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública desde 2 de abril de 2018;
• Desempenhou funções como Técnico Especialista no Gabinete da Ministra da Presidência e Modernização Administrativa de 1 de abril de 2016 a março de 2018;
• Integrou o Grupo de Trabalho de Revisão da Despesa Pública, criado pelo Despacho n.º 13445/2016, do Ministro das Finanças;
• De novembro de 2012 a fevereiro de 2016 desempenhou funções de Assessor Financeiro da Vereação Financeira e Recursos Humanos do Município de Lisboa;
• De junho de 2010 a outubro de 2012 ocupou o cargo de Subdiretor-Geral do Orçamento, na Direcção-Geral do Orçamento do Ministério das Finanças;
• De 1999 a 2010 – trabalhou em grandes empresas de Auditoria e Consultoria, com diversas funções incluindo a funções de direção.

É formador no INA desde 2005, nos cursos de formação de Dirigentes da Administração Pública e em cursos técnicos na área da contabilidade e gestão financeira pública. Na experiência letiva inclui-se lecionação em curso de graduação de oficiais, pós graduação em Contabilidade e gestão Pública e formação específica para o exercício das funções de Presidente do Tribunal e de Magistrado do Ministério Público Coordenador.

Livros publicados:
• “Gestão Orçamental e Contabilidade Pública” Pinto, A Calado; Santos, Paula Gomes; Melo, Tiago Joanaz de; 2ª Edição (2014); ATF
• “Gestão de Compromissos – Leis dos Compromissos e dos Pagamentos em Atraso”; PINTO, Ana Calado; SANTOS, Paula Gomes dos; Costa, Paula Reis; MELO, Tiago Joanaz de, 2ª Edição (2015); INA
• “Orçamento e Contabilidade dos Tribunais”; MELO, Tiago Joanaz de; 3ª Edição (2017); CEJ
• “Gestão de Recursos Orçamentais, Materiais e Tecnológicos”; MELO, Tiago Joanaz de; 3ª Edição (2017); CEJ 


 

Tiago Santos Pereira

É atualmente Coordenador do Gabinete de Estudos e Estratégia da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). É o Delegado Nacional ao Comité de Política Científica e Tecnológica (CSTP) da OCDE, e do seu Grupo de Trabalho sobre Inovação e Política Tecnológica (TIP), de que é atualmente Vice-Chair. Liderou recentemente o ERAC ad-hoc Working Group on ‘Measuring the Impact of EU Framework Programmes for Research and Innovation at National Level’, e fez parte da comissão de acompanhamento nacional da OECD Review of the Tertiary Education, Research and Innovation System in Portugal (2018).

Com Doutoramento em ‘Science and Technology Policy Studies’, do SPRU, Universidade de Sussex, é Investigador Principal do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES),

O seu trabalho de investigação tem sido desenvolvido na interseção dos Estudos Sociais da Ciência e Tecnologia (STS) e dos Estudos de Inovação. Lançou e é Co-coordenador do Programa de Doutoramento ‘Governação, Conhecimento e Inovação’, programa inovador na abordagem interdisciplinar a estes temas. Foi Diretor-Executivo do Centro de Estudos Sociais, Vice-Presidente do Conselho Científico e Coordenador do Núcleo de Estudos sobre Ciência, Economia e Sociedade, e Delegado Nacional na Prioridade ‘Ciências Socio-Económicas e Humanidades’ do 7º Programa-Quadro. Foi Fulbright Visiting Associate na Kennedy School of Government, Universidade de Harvard.

Tem colaborado com diversas organizações nas políticas de C&T, em avaliação e estudos de políticas públicas, nomeadamente com a Comissão Europeia, UNESCO, CYTED e ESF, e tem publicado o seu trabalho em diversas revistas internacionais.